Notícias

Destaques de Torneio devem ganhar oportunidade no Passo Fundo

Observados pela comissão técnica do clube, atletas que se sobressaíram na primeira etapa da competição de talentos podem ser contratados para categoria de base e até mesmo equipe profissional
 
O Esporte Clube Passo Fundo retomou o passado e trouxe novamente uma atividade que rendeu frutos à instituição em seus 31 anos de história: o Torneio de Revelação de Talentos, que teve início no último fim de semana e terá sua segunda etapa em 9 de dezembro, no Estádio Vermelhão da Serra. O objetivo da competição, além de dar oportunidade para as equipes atuarem, é observar jogadores que possam, futuramente, ser utilizados no clube.
 
A comissão técnica do Passo Fundo para a Divisão de Acesso, comandada pelo técnico Rodrigo Ferrari, além do auxiliar técnico Cristiano Garcez, acompanha a competição e monitora os atletas que se destacaram na primeira etapa do torneio. Para o técnico Ferrari, a competição é uma iniciativa que deve ser seguida como exemplo para outros clubes do país. “É sempre importante você incluir a comunidade nesse tipo de atividade. É importante colocar jogadores com DNA da região. Uma grande iniciativa, que deve ser exemplo para outros times”, afirma.
 
O comandante garantiu que todas as equipes receberam pelo menos uma hora de análise. Os times que avançaram na competição, um período ainda maior. Segundo ele, alguns jogadores que se destacaram estão sendo monitorados e poderão surgir na equipe profissional. “Foi um tempo bom de avaliação. O tempo mínimo foi de uma hora, quem passou de fase conseguimos avaliar ainda melhor. Vimos algumas peças que podem se encaixar no plantel profissional”, revela Ferrari.
 
Os principais atletas formados pelo Passo Fundo, Felipe, duas vezes artilheiro do Campeonato Gaúcho pelo clube, além de atuar em Vitória, Figueirense, Náutico, Atlético-GO e Goiás, e Marquinhos Gabriel, atual campeão brasileiro pelo Corinthians, com passagens por Internacional, Santos, Palmeiras, Bahia, além do futebol internacional, também surgiram de atividades que oportunizaram o descobrimento de um talento no futebol.
 
É com o intuito de descobrir novos talentos que possam atuar no Passo Fundo que o presidente Evandro Zambonato acredita na potencialidade do evento. “Nós temos essa cultura, que já deu certo no passado. Descobrimos Marquinhos Gabriel, Felipe, entre outros. Atingimos o objetivo com essa competição, tem muitos atletas que precisam de uma oportunidade”, declara. A competição também atendeu a grande demanda de times da região que solicitavam por um torneio desse porte.
 
Segundo o presidente, alguns atletas devem receber chance na categoria de base Sub-17 do clube e na equipe profissional. “Conseguimos elencar vários talentos, alguns deles deverão ser aproveitados para as categorias de base e para a equipe profissional. O Rodrigo fará esse trabalho de aprimorar os jovens selecionados. Faremos novas avaliações, porque é um salto grande para a vida de um jogador. Tudo isso será bem avaliado”, declara.